"o resto é mar. é tudo o que eu não sei contar..."

03 junho 2009

"voltei a cantar porque senti saudade..."

cortei o cabelo, Ana. bem curto. acho que você não lembra (foi tão rápido aquele nosso olhar...), mas eu tinha longos cabelos cacheados. um dia me contaram uma lenda indígena que me explicava o motivo das mulheres manterem os cabelos tão longos: os fios formavam uma teia que encantava e prendia o homem amado. por isso mantinha o meu bem longo e bem firme. mas um dia cortei aquelas mechas imensas que sugavam minha energia, minha beleza, meu viço. foi doloroso ver toda aquela vida no chão, a mão de outra pessoa matando aquilo que era tão meu. mas aí senti a leveza do pescoço nu, dos ombros limpos. o medo de perder tinha ido embora junto com as madeichas. eu era livre, enfim... e meu amor também.

Um comentário:

Ana Patrícia disse...

Deve estar linda então ... e livre. E fiquei imensamente feliz com a tua volta. Você é dessas pessoas que nunca se pode perder de vista ... adorei o texto. Obrigada por ter voltado. Beijos e quero cartas.