"o resto é mar. é tudo o que eu não sei contar..."

04 janeiro 2011

Poema



Acho que já postei essa música há algum tempo... Mas um bom texto não cansa os olhos, nem o entendimento.

Eu hoje tive um pesadelo
E levantei atento, a tempo
Eu acordei com medo
E procurei no escuro
Alguém com o seu carinho
E lembrei de um tempo

Porque o passado me traz uma lembrança
Do tempo que eu era ainda criança
E o medo era motivo de choro
Desculpa pra um abraço ou consolo

Hoje eu acordei com medo
Mas não chorei, nem reclamei abrigo
Do escuro, eu via o infinito
Sem presente, passado ou futuro
Senti um abraço forte, já não era medo
Era uma coisa sua que ficou em mim
E que não tem fim

De repente, a gente vê que perdeu
Ou está perdendo alguma coisa
Morna e ingênua que vai ficando no caminho
Que é escuro e frio, mas também bonito porque é iluminado
Pela beleza do que aconteceu há minutos atrás

Belíssimo poema de Cazuza na voz de Ney Matogrosso.

2 comentários:

Fernanda Castro disse...

Ô texto lindo...voltei aqui nas minhas vivencias. Obrigada por compartilhar seu saber!
Bju

Fabriccio disse...

acredita que eu passei o dia pensando nessa música!! entrei no blog disposto a postá-la... ela é tão bonita...